segunda-feira, 25 de setembro de 2017

O Gang

Este mês fiquei a saber que tinha um Gang, não um Gang qualquer, mas um especializado em influenciar pessoas.

"...Embora saiba que tenha sido influenciada pelo gang do Paulo Garcia ..."

Um Gang que tem a particularidade de só influenciar pessoas naturistas portadoras de Cartão Naturista, e dentro destas apenas de um determinado Clube, e dentro do Clube apenas os membros eleitos dos Corpos Sociais que se demitiram desde a sua tomada de posse.

Agora sou um feliz :)  "líder" ou "proprietário" de um Gang cujos elementos desconheço, mas que presumo estejam dentro do universo dos 8 demitidos, se descontar o que ressuscitou ao 4 ou 5 dia após a sua demissão, resta um universo de 7 a contar comigo.

A todos os que fazem partem do Gang e que tal como eu não sabiam sejam bem vindos, o ponto de encontro será o Mil e Tal, a Jóia de adesão, uma rodada para todos.



Regras do Gang:

As reuniões duram até ao esgotar da imperial, continuando depois da reposição do stock.

Encontros ou actividades só em praias de grandes dimensões para podermos caber todos ou em Montalivet cuja, capacidade permite albergar todo o Gang.

Encontros em espaços pequenos é para meninos, com o Gang a fasquia é sempre em alta, menos de 80 quartos não é nada :)

Primeira actividade

Identificar e reunir o Gang.

Será  uma tarefa difícil e de elevado risco amplamente votada ao insucesso, é que ao contrário do que se diz por aí ou que nos querem fazer crer, são pessoas com cabeça para pensar e decidir por elas próprias.

Não alinham na Maria vai com as outras, em grupos ou carneiradas, muito menos em Gang´s .

Espero que o autor e criador do Gang possa ajudar a identificar e alistar os membros.

Até lá segue uma fresquinha no Mil e Tal para matar saudades do antigamente .

Abraços do Querido Lider

Nota 1:

De acordo com a Wikipedia:

De acordo com o Código Penal Português, atribui-se o crime de associação criminosa a quem promover, fundar, participar ou apoiar grupo, organização ou associação destinada à prática de crimes. Não se estabelece o número mínimo de integrantes, que deverá ser, logicamente, maior do que dois.


Face ao acima exposto espero que o autor da afirmação tenho noção da gravidade das suas palavras e das suas calunias, que tenha a verticalidade  de se retratar e que identifique pelo menos o segundo membro.

Nota 2:

O tema deste artigo foi previamente autorizado pelo destinatário da conversa, a quem eu publicamente agradeço a partilha da informação da referencia à minha pessoa.

Nota 3:

O meu muito obrigado pelo elogio do autor da frase, desconhecia ter um gang, desconhecia ter capacidade de influenciar terceiros, sempre assumi que todas as pessoas são livres de pensar, livres de decidir e que o fazem ponderando a sua decisão face aos tristes acontecimentos que levaram à sua tomada de decisão.

Nota 4:

Estando a palavra Gang associada ao crime organizado deixo a sugestão ao autor que lóbi (lobby) poderá ser a mais apropriada para descrever o assunto em causa..

Sem comentários:

Enviar um comentário

O naturismo na região de Lisboa

Nos últimos dias vários tem sido os comentários sobre o facto de a Região de Lisboa passar a ter, com o pedido de adesão da AAN - Associação...